O papel dos fundadores na perpetuação das empresas.

Atualizado: 14 de Fev de 2019


Há alguns anos escrevi um artigo para o Jornal do Brasil, desafiando os fundadores das empresas a se reinventarem, visando à perpetuação de suas empresas.


Tendo como pano de fundo a sucessão na gestão, propus refletir o Conselho de Administração como meio para o fundador exercer este papel.


Nos últimos anos, tenho visto várias empresas enfrentando o desafio de estabelecer as diretrizes para o futuro dos negócios e, ao mesmo tempo, introduzir as novas gerações na gestão.


Obviamente, não há um caminho pré-estabelecido e cada empresário – ou grupo de empresários, caso tenha sócios – construirá a sua forma de fazer sucessão.


No mencionado artigo, afirmei que o empresário poderia passar a ser um professor de seus sucessores e de si mesmo em novas posições na organização.


Convido-o a rever o artigo e refletir sobre a necessidade e a oportunidade de reinventar as funções dos fundadores e, por que não, a realidade da própria empresa.

Clique aqui e acesse o artigo original.

 (35) 99142-0268 | (35) 99142-0267