Como planejar a passagem de poder em empresas familiares?

Case de Governança Corporativa: Planejamento sucessório da propriedade


O proprietário olha para o mercado, se recorda dos concorrentes que não existem mais e conclui que não quer que seu negócio tenha o mesmo fim. Como as práticas de Governança Corporativa estão contribuindo com o planejamento da futura passagem de poder?



É importante que os sócios se preocupem com a preparação dos seus herdeiros e sucessores para que, no futuro, estejam prontos para atuar como proprietários. Uma afirmativa nada comum numa realidade em que o dono e principal gestor é atuante e saudável, porém, foi assim que pensou e agiu o principal personagem dessa história.


Ao entender que para manter a empresa prosperando também no futuro, os seus possíveis sucessores precisavam – hoje - ser absorvidos na rotina e nos negócios.

Foi quando entrei para colaborar através das práticas de Governança Corporativa e percebi que eu precisava, inicialmente, encontrar entre os herdeiros, aqueles que desejavam manter o negócio e estavam melhor preparados.


Em empresas familiares costuma haver certo grau de informalidade que dispensa regras de gestão, ficando a informação somente nas mãos do dono e fazendo valer a teoria que um fundador precisa de 5 sucessores para substituir a sua função na plenitude.


Nesse caso, os herdeiros não tinham conhecimento e profundidade executiva em nenhuma área específica. Então o trabalho se iniciou na seguinte ordem:


1) Instituição de novas práticas de gestão e organização de forma que os herdeiros passassem a ter acesso às informações de controle e planejamento, que até então não era de conhecimento deles. Trabalho este que gerou frutos no curto prazo uma vez que melhorou a leitura financeira e operacional da empresa.


2) Definição de qual função os possíveis sucessores poderiam ocupar a curto, médio e longo prazo, sendo no início executores para aprenderem na prática aquilo que um dia irão dirigir.


3) Realização de reuniões periódicas entre o dono e os herdeiros para análise conjunta dos relatórios e participação na tomada de decisão.


Dentre os campos possíveis de atuação da Governança Corporativa, este é um de concretização a longo prazo. Onde o trabalho se concentra na pavimentação de caminhos para contribuir para a longevidade e sustentabilidade do negócio.

 (35) 99142-0268 | (35) 99142-0267